COMUNICADO Nº1/2018 — ENCONTRO COM PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DA CE DO BPC

15:35 19 Janeiro in Comunicados
0 Comments

                                                                                         COMUNICADO nº.1/2018

 ENCONTRO COM PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DA CE DO BPC  

 

No dia 9 de Janeiro de 2018, o Secretariado Executivo Nacional do SNEBA manteve, a seu pedido, um encontro formal com o senhor Presidente da Comissão Executivo e do Conselho de Administração do Banco de Poupança e Credito, S.A., que se fez acompanhar de três administradores (dois executivos e um não executivo), da Directora Executiva do Conselho Administração e da Subdirectora da Direcção de Recursos Humanos.

A delegação do SNEBA, chefiada pelo Vice-presidente, foi constituída por quatro membros e ainda pelo advogado assistente da Direcção. O encontro teve lugar na sala de reuniões do Conselho de Administração do BPC, sito 18º andar do edifício Torres Elysée.

Durante o encontro foram abordados os temas que, previamente, tinham sido submetidos à consideração do Senhor Presidente.

 

Saúde financeira do Banco

O Senhor Presidente do Conselho de Administração frisou que, neste capítulo, devido ao excesso de encargos financeiros da instituição, sobretudo com uma maior incidência ao nível dos seus recursos humanos, o Banco tem realizado um esforço bastante elevado.

Adiantou, ainda, que estão em curso diversas medidas que visam a desactivação dos trabalhadores reformados da folha de salário pois, conforme frisou, segundo os princípios da economia, salário é resultado do trabalho prestando por um determinado trabalhador, por isso, tratando-se de reformado, este deve beneficiar de uma pensão de reforma ou um complemento de reforma e não de um salário, como até aqui vinha a acontecer. A finalizar, disse que estão em curso negociações com uma empresa Gestora de Fundos de Pensões, a qual, a breve prazo, assumirá os encargos com os reformados.

Face a estas afirmações, o SNEBA alertou e manifestou a sua inquietação sobre a matéria, apelando à ponderação, sob pena de se enviar os reformados e seus dependentes à mendicidade. É um tema que requer extrema sensibilidade e espírito humanista, tendo sempre presente que, em períodos difíceis da história angolana, foram estes profissionais que, em defesa dos interesses de Angola, da Banca e do BPC em particular, muito deram de si, sacrificando a sua vida pessoal e familiar em prol do bem colectivo.

A delegação do SNEBA alertou igualmente a Administração do BPC para os elevados encargos com muitas das instalações ocupadas pelo BPC em regime de arrendamento, e que, em certa medida, oneram sobremaneira a estrutura de custos da instituição. Também foi informada sobre o estado das obras do edifício sede, onde a escassez de divisas tem tornado moroso o processo de reabilitação.

Ficou a promessa que, caso o Banco venha a ser recapitalizado, nos próximos dois a três anos o BPC voltará a gozar duma saúde financeira que lhe permitirá ombrear com os demais bancos a operar no mercado nacional.

 

Assistência médica e medicamentos dos Trabalhadores do Banco

À semelhança do ponto anterior, o Sr. Presidente do Conselho de Administração informou que, o BPC está endividado com quase todas as clínicas da praça, razão pela qual celebrou um acordo com a ENSA, capaz de garantir o seguro de saúde para os trabalhadores no activo e seus dependentes. Apesar de uma certa resistência por parte de alguns trabalhadores, o processo é já um facto, embora se reconheça haver uma certa morosidade na entrega dos cartões. 

A delegação do SNEBA considerou ser uma ideia acertada para uma primeira fase, no entanto, não deixou de alertar que muitos dos Bancos da praça, estão a desfazer-se deste tipo de seguros de saúde, privilegiando-se a celebração de acordos com estabelecimentos hospitalares internos.

 

Perspectivas para com os trabalhadores no activo e na reforma

Neste ponto, o senhor Presidente do CAD disse que estão em curso estudos para soluções de melhorias para o banco e para os trabalhadores no activo, nomeadamente através de acções de formação e outras formas de estimular e incentivar e motivar os quadros de efectivos do Banco.  

 

Trabalhadores sem colocação

Sobre este assunto, o Senhor Presidente garantiu à delegação do Sindicato que, a breve trecho, o problema será resolvido através da recolocação dos trabalhadores nas várias áreas do Banco, em função do seu potencial.

Por seu turno, a delegação do Sindicato sugeriu que, numa óptica de aproveitar estes quadros (antes directores, subdirectores, chefes de departamento e gerentes), a administração os poderia enquadrar como assessores e assistentes nas várias áreas do Banco. Relativamente ao propalado excesso de trabalhadores, a delegação do Sindicato sugeriu à administração que esta olhasse para as contingências internas, onde se sente ainda a falta de serviços bancários e desafogar a cidade capital, que mesmo assim, não tem o número suficiente de pontos de atendimento do BPC.

 

Condições de trabalho, salubridade e higiene

O Senhor Presidente do Conselho de Administração garantiu que, com mais recursos, o Banco voltará a brilhar como sempre brilhou ­(o que se espera venha acontecer muito brevemente), para devolver a este grande Banco o seu inigualável valor histórico.

 

Problemática do mau atendimento nos balcões do BPC

delegação do SNEBA foi informada que a questão do atendimento tem merecido atenção da administração e que muito esforço tem feito com formação dos trabalhadores, visando a sua superação técnico-profissional. Mesmo assim, nem sempre se conseguiu atingir os objectivos desejados. Entretanto, o Banco continuará a envidar esforços para a constante superação profissional dos trabalhadores, por forma a reverter a imagem negativa do atendimento do Banco.

 

Problemática do crédito malparado

Segundo informação obtida durante a reunião, esta matéria será tratada e conhecerá desfecho favorável provavelmente no decurso do corrente ano. Tudo indica que o Estado, através da Sociedade Recredit, adquirirá a carteira de crédito malparado do BPC.

 

Outros assuntos abordados

A delegação do SNEBA aproveitou a oportunidade para fazer uma breve resenha dos projectos em carteira e em execução.

As duas partes manifestaram o desejo de, sempre que possível, manter encontros do género, como forma de dirimir os problemas que afectam os trabalhadores e a instituição.

 

Luanda, 12 de Janeiro de 2018

SECRETARIADO EXECUTIVO NACIONAL

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.